Tua ração, nosso coração.

Tua ração, nosso coração.

Teu coração
é um luar de folhas vermelhas
onde os corvos
falam das regras do amor simples
é de suas arvores
crescendo no escuro
do buraco em meus olhos

meu amor

você é minha borboleta
nascendo em segunda feira
numa manha de verão

um sonho cheio de cores
e sons de céus amarelos

Uma canção crescendo
Desde o mundo das hienas
Brincando na soledade
Feita uma casa dos escravos
Morrendo tristes
E sozinhos
No escuro da cinza chuva
que acontece sempre
Mais você
é aquela claridade
sob meu criado mudo
que chora também
com a mesma necessidade
de conhecer
na pele cobrindo tua alma
tão minha quanto minha pel.

E eu sou somente de tua propriedade

E de tudo o que seja do caminho de tuas mãos
Falando de nosso amor nu
A toda hora do dia.

E por isso Omy, que te amo.

E todos os céus em meus sonhos
São somente de você.
Sempre assim.


***

Comentarios

Entradas populares